Muitas mamães que conheço (inclusive eu mesma) se arrependem de não ter feito exercícios durante a gravidez, principalmente a musculação. Isso porque a gravidez em si, com ganho de peso concentrado na barriga alterando o eixo do corpo, e principalmente um filho pequeno recém-nascido, exigem muito do corpo da mulher.
ThinkstockPhotos-494389715
Atualmente o acesso a esse tipo de informação é bem fácil e o acompanhamento de um profissioal também. Descobri que mesmo quem não tem o hábito de fazer musculação, pode começar alguns exercícios logo no início da gravidez e que os benefícios são vários.

O primeiro deles é preparar a musculatura das mãos e dos braços para aguentar segurar o bebê no colo ao amamentar, trocar ou ninar. Para esse benefício, a gestante pode utilizar aquelas bolinhas de borracha de fisioterapia e fazer movimentos simples todos os dias, apertando e soltando.
Quem tem halteres em casa pode também fazer alguns exercícios com pesos leves para fortalecer a musculatura dos braços. Quem não tem, pode usar saquinhos de feijão ou sal, sempre mantendo a posição correta da coluna.

Muitos bebês nascem om 2 ou 3 quilos, outros com 4 ou 5, mas ganham peso muito rápido, e com mais de 10 quilos ainda estão sendo carregados no colo. Por isso vale a pena cuidar para cansar menos.Também é possível fazer exercícios para fortalecer as pernas, já que as mamães podem passar muito tempo em pé com as crianças, e outros para a região das costas, que são bastante prejudicadas na gravidez e após o parto, quando o eixo de equilíbrio do corpo volta à posição normal.

O mais indicado é fazer exercícios de baixo impacto. Vai variar de pessoa para pessoa, se está sedentária ou é adepta a atividades físicas. O mais importante é que exercício são muito bem vindos nesse período. Vale procurar um profissional e avaliar qual se encaixa melhor para você.
ThinkstockPhotos-168767245