Embora seja um fato que os bebês perdem mais facilmente o calor corporal, também é verdade que aquecem com temperaturas elevadas.Por esta razão, os pais devem estar alertados para os perigos relacionados com o calor, sobretudo nesta época do ano.
92869597
PAIS VIGILANTES
Todos sabem que os bebês e as crianças são mais vulneráveis ao calor, razão pela qual é importante oferecer água e estar atento. Os pais devem verificar se a criança transpira demais ou se perde muitos líquidos. Os sinais de desidratação são, geralmente, a boca e a língua secas, sede intensa e a pele tornar-se menos brilhante e rosada.

A orientação para prevenir problemas com as crianças,é estimular a ingestão de líquidos, frutas e verduras –nada de alimentos gordurosos e típicos do verão, como churrascos, salgados e enlatados.

Outro cuidado é a exposição ao sol — adultos devem evitar que ela aconteça por mais do que algumas horas e, no caso de crianças, o sol só é permitido antes das 10h e ao fim da tarde.
180407958
Ao considerar o período de pré-Carnaval em quase todo o país, os pais devem evitar levar as crianças para aglomerações. O acúmulo de pessoas abre caminho para a proliferação de viroses e o calor intenso contribui ainda mais. No caso delas, o risco é maior porque o sistema imunológico ainda não está maduro como o de um adulto.

Ao perceber qualquer sintoma como febre, vômito e diarreia com mais de 24 horas de duração, os pais devem observar a condição geral do paciente. Se estiver debilitado, fraco, sonolento, com reações mais lentas, há sinal de alerta. A orientação é procurar um serviço de emergência.