Uma dúvida comum entre as mães de primeira viagem é sobre como introduzir alimentos na vida do bebê que, até então, só mamava no peito. Esse processo de transição geralmente ocorre a partir dos 6 meses de idade, mas pode ser antecipado para os 4 ou 5 meses, nos casos em que a mãe precisa voltar ao trabalho e não pode amamentar a criança o dia todo, como fazia antes da licença maternidade. Hoje vou dar várias dicas de como começar a introduzir a papinha para o seu bebê.
IMG_3516
Quando iniciei a introdução de novos alimentos sólidos para as minhas gêmeas quis fazer de uma maneira gradual, com uma ou duas refeições por dia, sem substituir o leite materno. Uma grande dica que dou é começar com alimentos que os bebês aceitam melhor, como frutas ou suco. O ideal são aquelas fáceis de amassar, como banana, pêra, manga e abacate de preferência bem maduras.
Atenção mamães, evite frutas cítricas!! Já com os sucos sempre opte pelos mais docinhos, como laranja, melancia, mas tudo sem açúcar.

Na verdade não existe nenhum cronograma para seguir, pois logo depois desses pequenos alimentos, entram os alimentos salgados. Como mandioca, batata doce, batata, abóbora…
A medida que as minhas princesas foram aceitando, pude variar mais as opções, como colocar caldinho de carne, sem a carne, ou caldo de feijão. Depois de um tempo, já pude introduzir a carne e o feijão nos caldos. A Maya sempre adorou as papinhas salgadas, já a Kiara, nem tanto… a dica para bebês que tem o paladar mais adocicado é sempre misturar na papinha alimentos com este sabor assim como abóbora, batata doce, beterraba, milho verde, etc…

Cuidado!
Quando comecei a introduzir alimentos sólidos para as meninas, a pediátra me alertou sobre alguns alimentos e por isso vou passar para vocês:
Até os 12 meses, evite mel, ovos, frutos do mar, pimenta e não exagere no sal. E nessa fase não se deve ainda trocar o leite materno pelo leite de vaca, quem estiver utilizando fórmulas, é melhor continuar intercalando as refeições com ela, pois já é preparada especialmente para cada fase do bebê. É muito importante também esperar pelo menos 40 minutos após a papinha para dar o leite, pois o cálcio atrapalha a absorção dos nutrientes. O leite deve vir sempre entre as refeições, nunca perto delas.
IMG_3515
Uma criança com 7 meses come praticamente de tudo. O bebê começa com a comida mais amassadinha, passa para os pedacinhos para estimular mastigação e, até 1 ano de idade, já come com a mesma consistência da família, desde que os alimentos estejam bem cozidos. Para os bebês com dificuldade de ganhar peso, uma dica é colocar uma colher de azeite na papinha.
Nesta fase nós pais precisamos ter muita paciência. A ansiedade de já querer que o filho(a) deixe o leite materno e comece a comer comida sólida rapidamente deve ser controlada. A mamãe não precisa se desesperar caso o filho comece a comer pouco. Minhas meninas tomam leite antes de dormir até hoje, e tem dias que não querem saber de comida. Isso acontece, tudo bem, não force a barra para que seu bebê não pense que a hora de comer não é prazerosa!

Nesta etapa da vida, a criança tem um desenvolvimento intenso e pode triplicar o peso. Por isso, é preciso fazer escolhas saudáveis e ter cuidado sempre. Mantenha seu bebê longe de doces, frituras e cuidado para não exagerar no carboidrato. Não adianta dar arroz, feijão, batata, macarrão juntos sem uma proteína junto. Escolha sempre no máximo 2 dessas opções de carbo e combine com carne ou frango. Com mais de um ano o ovo e os peixes também entram na lista de proteínas e são super saudáveis, a médica das meninas liberou o ovo até 3 veses por semana!
As mães se apegam muito à fase inicial e, depois que o bebê passa a comer bem, liberam geral. Mas tão importante quanto fase inicial é a alimentação por toda a vida. Um docinho pode deixar seu filho feliz da vida, mas no futuro o preço pode ser caro! Mais inteligente é garantir a saúde e a verdadeira felicidade para o resto da vida!
IMG_3517
E aí mamães, gostaram? Espero que tenha ajudado! Logo volto com mais novidades! Beijos!!