Na última semana, a personagem Diana, da novela Carrossel, vestiu a referência 4332 da Paraiso. A mamãe dela, Fernanda Karini, entrou em contato conosco em nossa Fan Page para contar um pouco mais sobre a atriz, que fez parte da rotina de crianças pelo Brasil inteiro. Ela relatou que a pequena tem personalidade forte e, escolhe suas próprias roupas, só veste o que quer. “No dia em que ela usou o modelo da marca paranaense, saiu mostrando a roupa para todos os atores do estúdio”, conta. “Nós duas amamos as peças. Eu já conhecia a empresa, pois minha filha ganhou diversos conjuntinhos e macacões quando era menor”, completa.

A atriz mirim foi vencedora de um concurso da Baby Go quando tinha pouco mais de um ano. A partir daí, com seu cadastro em uma agência de São Paulo, campanhas e a oportunidade de testes, como o do Carrossel, começaram a surgir.  Ela iniciou sua participação na novela com 1 ano e 7 meses.

Júlia Karani Zimermann nasceu em Campo Grande (MS), cidade onde reside até hoje. Para gravar as cenas de sua personagem Diana Ayala, a pequena viaja até São Paulo de 15 em 15 dias. “A equipe do SBT nos avisava com antecedência. Assim, era possível nos programarmos para realizar as viagens”, diz Fernanda.

Com quase três anos, Júlia conquistou todo o elenco da novela preferida das famílias brasileiras. Ela que já era o xodó da mamãe, virou motivo de muito orgulho. “Eu assisti a primeira versão de Carrossel e me lembrava da cena, em que a Diana se intoxicava. Nesse dia, me orgulhei muito. A Júlia gravou tudo certinho e teve um capítulo especial praticamente todo focado nela. Eu não imaginava tanto sucesso. Hoje, minha pequena tem um vídeo no You Tube com imagens dela que já foi acessado mais de 360 mil vezes. Além disso, possui fãs clubes pelo país todo. Ela até dá autógrafos”, discorre.

Segundo Fernanda, ela leva jeito para ser artista, mas a decisão de seguir carreira será da filha. “Em pouco tempo, por seu carisma e simpatia, ela se tornou a queridinha dos atores e atrizes de Carrossel. Caso ela queira continuar atuando, vamos apoiar, mas se não quiser, respeitaremos”, salienta.

Fotos: Arquivo pessoal Fernanda Karini.